Queima queima Descontão! Ofertas com até 82% Off

Tudo para sua Clínica em até 48x whatsapp
Compre pelo WhatsApp ou Ligue:0800 940 7149

Visite nosso Blog | Saiba como alavancar sua carreira de esteticista

Blog Home / Destaque / Radiofrequência facial: conheça as aplicações e resultados!

Radiofrequência facial: conheça as aplicações e resultados!

mulher recebendo tratamento de radiofrequência facial

Radiofrequência facial: conheça tudo sobre o tratamento!

Quem não gostaria de se livrar daquelas rugas que vieram com a idade, daquela flacidez chata que incomoda tanto? Conforme o tempo passa e os anos chegam, a pele acaba perdendo a sua elasticidade natural, principalmente no colo e no rosto.

Graças aos avanços tecnológicos, existem tratamentos que ajudam a corrigir a chegada do tempo, diminuindo esse incômodo tão aparente que se destaca em nossos perfis.

Resumidamente, a radiofrequência é um tratamento estético extremamente seguro, eficaz e não-invasivo, que auxilia a firmar a pele e melhorar a aparência do rosto e de outras partes do corpo. E para ajudar a entender melhor o que é a radiofrequência e como ela funciona exatamente, a Tudo Belo Estética vai explicar para você sobre o que se trata e quais as vantagens desse procedimento tão moderno e super popular.

Mas afinal, o que é a Radiofrequência facial?

O tratamento consiste em uma técnica que aquece todos os tecidos que têm moléculas de água em sua composição. Age por meio da geração de calor na derme, a camada intermediária da pele, induzindo a produção de novas fibras de colágeno.

É indicada para o tratamento de rugas, flacidez, celulite, cicatrizes e gordura localizada. Fique sempre atenta! Mesmo sendo um procedimento simples, é importante que os tratamentos sejam feitos por profissionais especialistas com conhecimento e prática no uso de um aparelho de radiofrequência.

Como funciona e quais são os resultados esperados?

A técnica age por meio da emissão de correntes de alta frequência, de aproximadamente, 1560 a 200 kW, que aquecem o tecido abaixo da pele, estimulando a produção de colágeno e a melhora no aspecto da cútis. As ondas eletromagnéticas são capazes de gerar calor, que variam entre 38.º e 42º graus Celsius.

O termômetro que pode estar contido no display do aparelho ou que pode ser adquirido de forma avulsa, mede a temperatura gerada constantemente.

Durante a aplicação localizada, as ondas eletromagnéticas vibram passando pela pele e agitando as moléculas de água, quebrando de maneira bem leve a resistência da pele e provocando micro inflamações internas. Como resultado, o colágeno existente na região de aplicação se “encurta”, fazendo com que mais colágeno seja produzido.

O resultado é uma série de benefícios no tônus da pele como a aceleração na eliminação de toxinas, reorganização das fibras de colágeno e elastina, melhora da hidratação da pele, aumento da oxigenação e microcirculação, melhora da aparência das cicatrizes, combate da flacidez em qualquer área do corpo e auxílio na eliminação de gordura localizada na barriga, culote, flancos, braços e papada. Todo o tratamento visa melhorar a aparência da pele dando jovialidade e mais saúde.

Quem pode (e quem não pode) fazer? Indicações e contraindicações

Esse tipo de tratamento é indicado para qualquer pessoa que deseja melhorar sua aparência ou outros aspectos de seu corpo. Qualquer pessoa que apresente flacidez considerável e busque uma alternativa indolor e muito menos invasiva que cirurgias plásticas, tem uma oportunidade com o uso da radiofrequência, já que ela proporciona diversas melhorias na pele e também na autoestima.

Tratamentos de radiofrequência são extremamente seguros e oferecem risco mínimo, ou seja, é indicado a um grande público. Ainda sim, é preciso fazer uma avaliação minuciosa do paciente antes de iniciar qualquer procedimento. Pessoas com problemas de pele como inflamação, infecção ou outros sinais de saúde mais frágil não devem se submeter ao tratamento.

Algumas outras situações também inviabilizam o tratamento, como pessoas com hipertensão, mulheres grávidas, e pessoas que tenham alterações na produção na produção de colágeno, podendo incentivar o aparecimento de queloides na pele, por exemplo.

Outras restrições são o uso de marca-passo, desfibrilador, ou qualquer implante eletrônico, portadores do vírus HIV, uso de medicamentos como anticoagulantes e corticoides (para pessoas que tem sangramento excessivo), hematomas, uso de DIU e qualquer histórico de doenças que sejam estimuladas pelo calor

– Mesmo sendo mínimos, ainda existem riscos no uso da radiofrequência, como queimaduras devido ao mal uso do equipamento. Por isso, recomenda-se sempre o tratamento seja feito com profissionais habilitados. Pessoas de mais idade, com mais rugas e pele muito mais flácida, podem não alcançar a expectativa desejada.

Cuidados antes, durante e depois

Alguns cuidados são necessários e devem ser tomados após o procedimento para garantir o bom resultado obtido. Após o tratamento a pele pode apresentar leve coloração avermelhada, um pouco de inchaço, mas bem leve, coceira leve, pequenas marcas decorrentes do aplicador e alergia momentânea ao gel ou vaselina usados para aplicação.

Mas não se preocupe, todos os efeitos colaterais do tratamento são temporários e não causam nenhum dano permanente à saúde do paciente. É necessária a aplicação de protetor solar 30 minutos após a finalização do tratamento.

O uso de cosméticos é permitido após o tratamento. Porém, é preciso ficar atenta a sinais de irritação ou alergia, ou qualquer outro sinal diferente e fora do comum ao usá-los. Caso aconteça algum tipo de intercorrência, procure o profissional que te atendeu no momento do tratamento para que melhores medidas sejam tomadas nesse processo.

Qual o valor de um tratamento como esse?

Os valores no tratamento de radiofrequência podem variar de acordo com o protocolo utilizado, quantidade de sessões, dentre outros. Os preços médios para as sessões variam de 120 até 350 reais, podendo ser encontrados descontos excelentes em diversas clínicas.

É bom lembrar que o tratamento é gradativo e que o tempo de tratamento varia de acordo com a avaliação clínica realizada. O tratamento pode ser feito semanalmente ou a cada quinze dias, e para ajudar a manter os resultados por um período prolongado, deve-se beber muita água e manter o corpo sempre ativo, praticando alguma atividade física de preferência.

Bom, agora que você já sabe um pouco mais sobre o tratamento de rejuvenescimento com radiofrequência, aproveite e confira também nossos outros conteúdos para ficar sempre por dentro dos assuntos sobre saúde e estética!